Um dos destinos mais populares do Japão, a cidade de Nara tem vivido uma situação totalmente diferente desde os temores do coronavírus. Além de abrigar o maior Buda do mundo (Daibutsu), o patrimonio cultural da Unesco também é famoso pelos milhares de veados que vivem no parque de Nara, sendo alimentados pelos turistas com os tradicionais biscoitos de arroz e pastando nos gramados do parque.

Porém, nos últimos 15 dias a vida desses animais mudou. Com uma queda de mais de 80% no número de visitantes, os veados se viram em situação de “esquecimento” e saíram a caça de alimentos pelas ruas da cidade. Moradores relatam que ao invés de um ou dois veados em determinados pontos da cidade, muitos saem em rebanho correndo nas ruas atrás de alimento.

blank

Repórteres de emissoras de televisão conversaram com os moradores locais que disseram que, apesar de terem vivido na área há décadas, nunca haviam visto veados devorando arbustos e flores nas calçadas do centro da cidade como antes. A Estação Nara está localizada a 20 minutos a pé do parque, mas os cervos estão sendo vistos no terreno da estação, para a surpresa dos moradores.

https://www.youtube.com/watch?v=qwWAGWhJ50s&feature=emb_title
Esta reportagem mostra veados galopando pelas ruas sem se preocupar com os carros na estrada, e a repórter que visita o Nara Park diz que quase não há turistas por perto. Ela está em um local que geralmente é movimentado por vendedores de biscoitos de arroz, mas agora não há nem um, já que o número de turistas caiu 80%.

Como vários festivais anuais de inverno acontecem em Nara, de 1 a 14 de março, incluindo o chamado do cervo e o festival Shunie, geralmente é um período movimentado para o turismo, o que significa que o cervo normalmente seria totalmente alimentado com bolachas de arroz nessa época do ano.

Enquanto os habitantes locais estão preocupados com o número de cervos que estão vendo em lugares incomuns, a Nara Deer Preservation Foundation está tentando aliviar as preocupações dizendo que não é a primeira vez que os cervos vagam até a estação. No entanto, a fundação diz que eles não têm dados para confirmar que houve um aumento na veados na área da cidade este ye ar , e se tem alguma coisa a ver com a queda no número de turistas devido ao coronavírus.

Com informações | Japan Today | Foto:  Anna Ayvazyan