Na província de Shizuoka, o número de motoristas flagrados pela polícia conservando ou mexendo no celular enquanto dirigem caiu 60% nos últimos três meses. A polícia atribui a queda à revisão na legislação de trânsito, que tornou mais rigorosa a punição para esses casos a partir de dezembro de 2019.

Segundo a polícia de Shizuoka, foram detectados 2.552 casos de dezembro a final de fevereiro desse ano. Uma queda de aproximadamente 64% em relação aos três meses avaliados no ano passado, quando 7.070 foram autuados por essa infração.

O número de acidentes de trânsito causados ​​pelo uso do celular no volante também está diminuindo. Houve um total de 18 casos de dezembro a fevereiro do ano passado; uma diminuição de 62 casos em relação ao mesmo período do ano anterior.

Segundo os dados policiais houve 24 feridos e nenhuma morte. Nesse período, foram três pessoas presas. Os dados foram divulgados essa semana pelo Shizuoka Shimbun.

VEJA O QUE MUDOU NA LEGISLAÇÃO

* Punição por dirigir mexendo no celular
– Aumento da multa de ¥6 mil para ¥18 mil (veículos comuns), de ¥6 mil para ¥15 mil (veículos de duas rodas), de ¥7 mil para ¥25 mil (veículos de grande porte) e de ¥5 mil para ¥12 mil (veículos motorizados de até 50 cilindradas)
– Aumento do número de pontos da habilitação de 1 para 3

* Em caso de reincidência
– Multa de até ¥100 mil ou prisão de até 6 meses

* Oferecer grande perigo no trânsito ou causar acidentes por causa de celular
– Aumento da multa de ¥50 mil para ¥300 mil
– Aumento do tempo de prisão de 3 meses para até 1 ano
– Aumento do número de pontos da habilitação de 2 para 6
– A carteira de habilitação do infrator pode ser suspensa por até 30 dias