O Japão planeja proibir entrada de estrangeiros e japoneses que estiveram recentemente nos Estados Unidos, China, Coréia do Sul e grande parte da Europa, em um esforço para conter a disseminação do novo coronavírus, disseram fontes do governo nesta segunda-feira (30).

A medida se aplicaria a qualquer pessoa que tenha estado em qualquer uma das regiões listadas dentro de 14 dias após a chegada ao Japão. Todos os repatriados e estrangeiros japoneses que viajaram para fora das áreas proibidas deverão fazer auto-isolamento por 14 dias e observar os sintomas do COVID-19, segundo as fontes.

O Ministério das Relações Exteriores do Japão, enquanto isso, deve elevar seu nível de consultoria de viagem para os Estados Unidos, China, Coréia do Sul e grande parte da Europa, incluindo a Grã-Bretanha, para o Nível 3, alertando os cidadãos japoneses para “evitar todas as viagens” para esses países, de acordo com as fontes.

Algumas áreas da China e Coréia do Sul, como a província de Hubei e Daegu, bem como mais de 20 países europeus, já estavam sujeitas a uma proibição de entrada imposta pelo Japão.

Os casos de coronavírus aumentaram nos Estados Unidos, que ultrapassaram a Itália e a China e se tornaram o país mais atingido pela pandemia que matou mais de 33 mil em todo o mundo, segundo dados compilados pela Universidade Johns Hopkins dos Estados Unidos.

Fonte | Japan Today
Foto | C. Furusho