O avanço da disseminação do novo coronavírus fez com que escolas públicas de ensino fundamental e médio em 13 cidades da província de Shizuoka tivesse o retorno às aulas prolongados. Os motivos incluem a decisão do governo de emitir uma declaração de emergência e a confirmação de pessoas infectadas em áreas adjacentes.

De acordo com levantamento do Japan On, Numazu, Mishima, Atami, Ito, Izunokuni, Kikugawa e Kosai, e Koyama e Kannan decidiram prolongar a volta às aulas, após manifestarem intenção de voltar essa semana. Há um total de 13 municípios, incluindo Susono e Gotemba, que já decidiram fechar, e Nagaizumi e Shimizu.

A cidade de Kikugawa (foto), que registrou uma infecção por coronavírus há uma semana, decidiu que o risco de contágio não poderia ser descartado e fechou as escolas até 14 de abril. A cidade de Atami realizou uma cerimônia de entrada e abertura para escolas de ensino fundamental e médio no dia 6, mas fechará de 7 a 19. Já em Ito, as escolas permanecerão fechadas de 7 a 19 de abril.

Em Mishima, houve redução na escala de alunos nesta terça-feira, 7, e informou que as unidades também ficarão fechadas até o dia 19 de abril devido a casos confirmados de infecção na cidade vizinha de Nagaizumi.