Os presidentes dos quatro partidos da oposição, incluindo o Partido Democrático Constitucional, reuniram-se na Assembleia Nacional nesta segunda-feira (14) e concordaram em reduzir 20% do salário de cada parlamentar no Japão, por um período de um ano.

image 1 - Políticos no Japão concordam em reduzir 20% dos próprios salários durante pandemia

A decisão acontece em meio a fortes críticas da sociedade, que viu seus rendimentos enxugarem diante da crise do coronavírus. A Câmara dos Representantes no Japão possui 511 membros, sendo 200 eleitos pelo povo.

Após discussões entre os partidos governantes e da oposição, o governo deverá implementar a lei a partir de maio, com o objetivo de melhorá-la em um estágio inicial.

“Os trabalhadores independentes são autônomos e estão com dificuldades nos negócios (por conta do coronavírus). É claro que as empresas também farão cortes salariais substanciais, por isso precisamos dar o exemplo”, disse Anritsu Azumi, presidente do Partido Democrata Constitucional.

Já representantes do Conselho de Restauração do Japão, avaliam como tardia a decisão dos parlamentares em redução dos rendimentos, uma vez que a população criticar o reajuste de imposto em 10% aprovado pelos políticos.

“É uma pena que tenha sido um incômodo o fato de os partidos governantes e da oposição concordarem em pânico depois de serem criticados na internet”, disseram.

Fonte | Chunichi/NHK
Foto | Tomomi Inada