Sem notificação de casos de coronavírus desde o dia 1º de maio, a província de Shizuoka iniciou um processo de flexibilização das restrições impostas principalmente durante os dias do feriado Golden Week, em sintonia com o estado de emergência ampliado em todo o Japão.

Apesar de o governo central estender o período de emergência até o dia 31 de maio, Shizuoka deve flexibilizar restrições de isolamento e de estabelecimentos a partir do dia 17 de maio. O estado tem ao todo 73 notificações da doença, sendo 20 delas registradas na cidade de Shizuoka.

O governador da província, Heita Kawakatsu, informou durante coletiva de imprensa nesta terça-feira, que entre os dias 7 a 17 de maioum painel de especialistas irá verificar o comportamento da doença no estado e então orientar sobre o rumo das restrições.

Ele classificou esse período como a “1ª etapa” para poder decidir sobre a flexibilização ou não das atividades econômicas que geram aglomeração. Até lá, casas de entretenimento, como bares, pachinkos, karaokês e academias estão com pedidos de licenças suspensos até dia 17.

Restaurantes, museus, áreas de lazer estão com a suspensão parcialmente liberadas, desde que se apliquem medidas de controle de infecção.

“É a dedicação de cada cidadão da província, o pessoal da instalação e o pessoal médico que respondem aos pedidos de afastamento para poder fazer uma transição gradual para impedir a propagação da infecção e realizar atividades socioeconômicas.

O governo da província estipulou alguns pilares para a nova fase de emergência que o Japão enfrenta:

1º Pilar – Manter os princípios básicos de higienização e de controle da infecção: lavar bem as mãos e manter-se distante dois metros de outra pessoa. O governo provincial também solicita às empresas medidas que reduzam contatos entre funcionários e reforçam trabalho em casa àqueles que podem fazê-lo.

2º Pilar – Pedimos a todos os cidadãos da prefeitura que evitem viajar pelas prefeituras, como viagens de regresso a casa ou viagens desnecessárias.

3º Pilar – Pedimos que você evite realizar eventos. Solicitamos veementemente que não ocorram eventos, reuniões com muita aglomeração. Em particular, no que diz respeito à realização de eventos de grande escala, solicitamos que o organizador tome medidas muito cuidadosas, incluindo cancelamento ou adiamento, se o risco não puder ser tratado.

4º Pilar – Pedimos que os serviços necessários aos cidadãos continuem, como farmácias, supermercados, entre outros.

5º Pilar – Para instalações de entretenimento, como karaokês, teatros, pachinkos, autoescolas e academias, a política de restrição se estenderá até o dia 17 de maio.