O Conselho de Educação da cidade de Hamamatsu apresentou dados preocupantes sobre a frequência de alunos nas escolas, e os crescentes casos de bullying, em 2019.

O número de alunos que estiveram fora das salas de aula em Hamamatsu foi de 1.456 no ano passado – um aumento de 6% de evasão entre alunos do ensino fundamental, e de 13% entre os de ensino médio.

É o maior número já registrado na cidade desde 2012, quando o balanço começou a ser realizado pelo conselho.

No total, a porcentagem de recusas escolares na cidade é de 1,12% para os alunos do ensino fundamental e de 4,82% para os alunos do ensino médio.

BULLYING

De acordo com os dados apresentados na reunião do último dia 25, os casos de bullying reconhecidos entre os alunos do ensino fundamental da cidade aumentou em 7%, subindo para 960.

Esse foi o maior registro de intimidação e agressão já registrados em Hamamatsu nos últimos cinco anos.

AUSÊNCIA

O Conselho Municipal de Educação diz que “não se sabe o que causa o aumento”, mas avalia que os alunos do ensino fundamental têm mais probabilidade de ficar fora da escola entre os alunos do terceiro ano, e salienta que isso geralmente ocorre devido às relações familiares.

Para evitar novas recusas escolares, a secretaria de Educação informou que expandiu o número de aulas de instrução de adaptação na escola de 11, em 2018, para 15 em 2019.

No entanto, admitiu que o aumento da evasão escolar não foi interrompido durante o período.

Em relação ao crescente caso de intimidação de alunos, a secretaria garantiu que fará uma análise detalhada de cada caso junto às respectivas direções das escolas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui