A polícia da província de Shizuoka relatou que quatro universidades receberam ameaças de bombas entre segunda e quarta-feira dessa semana. As ameaças foram relatadas através de e-mails institucionais.

As primeiras a receberem ameaças de explosões foram a Universidade de Shizuoka e a Universidade da Província. Ambas receberam mensagens na segunda-feira.

As instituições relataram às autoridades o conteúdo do e-mail avisava que “doze prédios principais de ambas as universidades serão destruídos às 17h do dia 7 (terça-feira)”.

O motivo, segundo a mensagem online, estaria ligado ao nome das universidades, que em inglês se assemelham aos nomes das universidades de Osaka, Kochi e Nagasaki. Essas universidades também teriam recebido e-mail semelhante.

As universidades proibiram os acessos aos campi durante toda a terça-feira.

A polícia fez vistoria no dia programado para o atentado e não encontrou qualquer artefato nos edifícios.

A Universidade da Província fechou os campi de Kusanagi e Oshika. A Universidade de Shizuoka proibiu o acesso aos campi de Shizuoka e Hamamatsu após as 16 horas.

Na terça-feira, o Conselho de Educação da cidade de Shizuoka alertou 12 escolas municipais de ensino fundamental e médio, próximas a instalações relacionadas à universidade, e algumas escolas aceleraram a retirada ou interromperam as atividades do clube.

policia universidade 1024x576 - Ameaças de bombas colocam quatro universidades de Shizuoka em alerta

MAIS DUAS NESTA QUARTA-FEIRA

O Conselho de Educação da Prefeitura de Shizuoka informou que na quarta-feira (8), a Suisan High, em Yaizu, e a Shimizu Nantaka, na cidade de Shimizu receberam ameaças de explosões através de um formulário de inscrição disponível no site do governo de Shizuoka.

O texto dizia que um importante edifício de cada instituição seria destruído às 13h do dia 12 (domingo). A justificativa, segundo o texto de ameaça, seria em uma possível “retaliação por não resolver o problema do bullying”. As instituições já adotaram medidas e proibiram acesso aos locais de estudo a partir desta quinta-feira.

A polícia investiga a relação das mensagens entre as quatro universidades, e informou que rastreia o computador de onde partiram as ameaças.

Fontes | NHK e Shizuoka Shimbun

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

20 − dezesseis =