Com o final de julho chegando, é provável que nem um único tufão se forme no mês. Seria o primeiro julho livre de tufões desde que a Agência Meteorológica do Japão começou a registrar os eventos, em 1951.

Houve menos tufões do que o normal este ano, sendo que o primeiro ocorreu em 12 de maio nas águas a leste das Filipinas e um segundo em 12 de junho no mar do Sul da China.

Embora muitas partes do noroeste do Pacífico e do mar da China Meridional tenham tido temperaturas mais quentes da superfície, as atividades convectivas, que causam tufões, foram fracas este ano, principalmente devido ao sistema de alta pressão do Pacífico que se espalhava na direção sudoeste, de acordo com a agência.

A possibilidade não pode ser descartada, no entanto, que um tufão possa se formar perto das Filipinas nos últimos dias de julho, disseram especialistas ao jornal Japan Times.

Um furacão atualmente nas proximidades do Havaí pode se transformar em um tufão se viajar para o oeste e cruzar a linha internacional de datas.

O número mensal de tufões em julho teve uma média de 3,6 nos 30 anos até 2010. O número médio de tufões que se aproximavam do Japão no mês era de 2,1

O ano mais recente em que apenas um tufão se formou durante o mês de julho foi 1998, com o ciclone tropical se tornando o primeiro tufão da temporada. Naquele ano houve um total de 16 tufões, o segundo menor número anual já registrado.

O ano mais “calmo” foi 2010, com 14 tufões. Depois que o primeiro tufão do ano se formou em março, a segunda e a terceira tempestades tropicais ocorreram em julho.

Foto | AFP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 × quatro =