A agência meteorológica japonesa informou que emitiu na quinta-feira de manhã um alerta forte e forte de terremoto em grandes áreas do Japão devido a erros em localizar o foco do terremoto e estimar sua magnitude.

O alerta às 9:38 da manhã, emitido por meio de smartphones no centro do nordeste do Japão, alertou para um terremoto de magnitude 7,3 e um foco ao sul da Península de Boso, na província de Chiba, perto de Tóquio.

Mas a agência disse que mais tarde descobriu que um terremoto de magnitude 5,8 ocorreu por volta das 9h36, com o foco abaixo da superfície da desabitada ilha de Tori, no Pacífico, a cerca de 450 quilômetros do epicentro anunciado inicialmente.

“Peço desculpas a todas as pessoas por causar grandes problemas”, disse Takashi Kato, chefe da seção da Agência Meteorológica do Japão que monitora terremotos e tsunamis, em entrevista coletiva.

O chefe da agência, Yasuo Sekita, disse em uma sessão do parlamento que sua organização analisará por que o erro foi cometido e tentará melhorar a precisão de seu sistema o mais rápido possível.

Os alertas são emitidos no caso de um terremoto registrar um nível 5 menor ou mais forte na escala de intensidade sísmica do país de 7. Desde que a operação começou em outubro de 2007, 226 alertas foram feitos, dos quais três, incluindo o dessa quinta-feira, se mostraram falsos.

Devido às informações falsas, os serviços da linha Oedo do metrô de Toei foram interrompidos por cerca de 90 minutos, enquanto as operações dos trens-bala Hokuriku, Joetsu e Tohoku Shinkansen também foram temporariamente suspensas, segundo operadores ferroviários.

Fonte | Kyodo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

três × dois =