As constantes chuvas no mês de julho afetaram as colheitas em diversas regiões do Japão, e o preço dos vegetais disparou nos supermercados.

Segundo dados anunciados pelo Ministério da Agricultura na quarta-feira, o preço médio nacional de varejo de batatas vendido em supermercados e outras lojas entre as 20 e 22 de julho chegou a 630 ienes o quilo, um aumento de 61% em comparação aos anos anteriores.

Já o preço médio dos pepinos ficou em 672 ienes o quilo, 31% a mais.

“Se uma estação chuvosa terminar no início de agosto, os preços dos vegetais provavelmente estabilizados na segunda metade do mês”, disse um funcionário do Departamento de Produção Agrícola do ministério.

Mas os preços permanecem altos, dependendo das condições climáticas, continuando a atingir as famílias, alertando os analistas.

No mercado atacadista central de Tóquio na segunda-feira, os preços no atacado foram de 321 ienes por quilo de cenoura (2,2 vezes superior aos níveis observados em anos normais), de 315 ienes para batatas (2,1 vezes mais), 291 para alfaces (alta de 1,7 vezes), e 520 berinjela (até 1,6 vezes).

Em Nagano e Shizuoka, produtores de batata e alface, respectivamente, choveu durante quase o mês de julho inteiro, e a colheita ficou prejudicada em diversas cidades dessas províncias.

Fonte | Jiji Press

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezessete + quatro =