O Ministério da Educação do Japão divulgou essa semana que 242 crianças em idade escolar testaram positivo para Covid-19 em todo o país nos meses de junho e julho.

Mais da metade dos casos os alunos contraíram o novo coronavírus de seus familiares.

O governo compilou relatórios que recebeu, principalmente de municípios, de 1º de junho – quando a maioria das escolas retomou as aulas – até 31 de julho, sobre crianças infectadas que frequentam o ensino fundamental, médio e fundamental, bem como escolas com necessidades especiais.

De acordo com o ministério, nenhum dos 242 casos desenvolveu sintomas graves. Destes, 137 (57%) contraíram o vírus de seus familiares, enquanto outros 57 (24¨%), não estava claro como eles contraíram Covid-19. Onze, ou 5%, foram infectados na escola.

Ainda de acordo com o relatório, 51 professores e outros funcionários da escola testaram positivo, mas não estava claro como 35 deles contraíram o coronavírus.

Nos jardins de infância, 16 crianças e 13 professores e funcionários foram confirmados como infectados.

Foto Reuters - No Japão, mais da metade dos 242 alunos contraiu o coronavírus da família
Foto | Reuters

DIRETRIZES REVISADAS

De acordo com as diretrizes revisadas de saúde pública, o ministério está pedindo às escolas que não obriguem os professores a realizar “desinfecções excessivas”.

O ministério disse ter ouvido falar de muitos casos em que os professores ficaram exaustos e, em algumas escolas, desinfetaram o chão todos os dias ou mesmo as solas dos sapatos internos dos alunos.

Quanto às máscaras faciais, seu manual dizia anteriormente que “é desejável usá-las o tempo todo, em princípio”.

Mas essa linha foi atualizada. “(Máscaras faciais) devem ser colocadas quando for difícil manter distância física suficiente um do outro”, diz agora o novo texto do governo.

O manual também informa que as máscaras devem ser retiradas quando as temperaturas e os níveis de umidade são altos.

O manual descreve que as escolas normalmente precisam fechar por um a três dias quando as infecções são descobertas.

Diz que é tempo suficiente para as escolas identificarem quem teve contato próximo com indivíduos infectados e, em seguida, fazerem o teste.

Fonte | Asahi Shimbun

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

17 − 7 =