Um fundo governamental de ¥ 10 trilhões para reforçar a pesquisa nas universidades do Japão e impedir uma queda nos rankings internacionais começará em março de 2022, detalhou o governo nesta terça-feira (19).

O dinheiro inicial virá de ¥ 4,5 trilhões (US $ 43 bilhões) em financiamento da dívida pública e vendas de reservas de ouro do governo, com os fundos crescendo ao longo do tempo para ¥ 10 trilhões, de acordo com os documentos que esclarecem o cronograma do plano.

A maior parte do total provavelmente será financiada por dívidas do governo, embora as universidades estejam sendo incentivadas a tentar levantar uma parte do dinheiro elas mesmas.

As diretrizes de investimento do fundo, juntamente com seus objetivos de médio a longo prazo, serão determinadas no outono.

O governo do primeiro-ministro Yoshihide Suga aprovou o plano no mês passado para tentar restaurar a posição do Japão nas classificações acadêmicas internacionais e preencher a lacuna de financiamento entre as universidades do país e as de outros lugares.

Em termos de artigos acadêmicos de alto nível publicados, o Japão caiu para o 11º lugar no mundo, de 4º nas últimas duas décadas, de acordo com o Cabinet Office.

A Keio University, a escola particular mais bem financiada do Japão, administra uma doação de ¥ 73 bilhões, uma fração dos cerca de ¥ 4,5 trilhões da Universidade de Harvard.

Fonte | Bloomberg

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui