A partir desta quinta-feira, 1º de abril, os estabelecimentos comerciais em todo o Japão serão obrigados a mostrar os preços de produtos e serviços já com o imposto sobre consumo (shouhizei).

Se o produto ou serviço tiver um preço unitário principal de 3.000 ienes e uma taxa de consumo (imposto) de 300 ienes, o comerciante é obrigado a exibir o preço incluindo a taxa de 3.300 ienes.

A “exibição do valor total” é necessária não apenas para etiquetas de preços e prateleiras de exibição, mas também para folhetos e catálogos.

Será mais fácil para os consumidores entenderem o valor real a ser pago, mas algumas empresas têm a impressão de que isso aumentará os preços e temem que isso afete as vendas.

A exibição do valor total foi introduzida em abril de 2004, quando a taxa de imposto sobre o consumo era de 5%.

A partir de outubro de 2013, tornou-se possível exibir os preços sem impostos como uma medida provisória. Com a alíquota do imposto elevada para 8% e 10%, o governo levou em consideração a carga administrativa como a alteração da etiqueta de preço da operadora.

Atualmente, o imposto é de 8% para alimentos (com exceção de comida servida em restaurantes) e de 10% para outros produtos e serviços em geral. (com informações da Jiji Press)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui