O governo japonês está considerando uma extensão do estado de emergência do coronavírus para Tóquio e três outras províncias, que estava programado para terminar em 11 de maio, informou um relatório nessa quarta-feira (5).

O Japão colocou as prefeituras de Tóquio, Osaka, Kyoto e Hyogo sob um estado de emergência de 17 dias em 25 de abril em um esforço para reverter o aumento das infecções por coronavírus.

O primeiro-ministro Yoshihide Suga se reunirá com o ministro da economia, o ministro da saúde e outros ministros para discutir uma extensão, informou o jornal Yomiuri sem citar fontes.

Uma extensão das restrições de emergência viria com menos de três meses até o início das Olimpíadas de Tóquio, alimentando preocupações persistentes sobre se elas poderiam ser realizadas conforme planejado.

Suga disse a um especialista em doenças infecciosas na terça-feira que está achando “difícil” suspender o terceiro estado de emergência do país, disse o especialista Nobuhiko Okabe, conselheiro especial do Gabinete e membro do conselho consultivo do governo sobre a pandemia do coronavírus.

Os dois também trocaram opiniões sobre os pedidos feitos por prefeituras de todo o país para colocá-los no estágio de quase-emergência do coronavírus, onde medidas mais fortes semelhantes às em estado de emergência podem ser tomadas.

Quando Okabe disse que medidas deveriam ser tomadas nessas prefeituras o mais rápido possível, Suga disse que avaliava da mesma forma.

Após a reunião com Suga, Okabe disse aos repórteres: “Acho que o primeiro-ministro está muito preocupado” em suspender o estado de emergência.

“Um certo julgamento deve ser feito logo após o fim do período de férias (Golden Week)”, acrescentou Okabe.

Fonte/Foto | Reuters

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui