O Japão não aumentará o imposto sobre vendas por cerca de uma década, já que impor um imposto mais alto às famílias neste momento prejudicaria a economia atingida pela pandemia, disse Fumio Kishida, um dos principais candidatos na disputa pela cadeira de primeiro-ministro.

“Não aumentaremos a taxa de imposto sobre vendas por cerca de uma década”, disse Kishida em um debate televisionado com três outros candidatos à liderança do Partido Liberal Democrático (LDP), nesse sábado (19).

Embora o Japão deva manter a promessa de buscar uma reforma fiscal, deve priorizar amortecer o golpe da pandemia e criar um ciclo no qual o forte crescimento traga riqueza para setores mais amplos da economia, disse ele.

Kishida também disse que se concentraria na redução das lacunas socioeconômicas em uma era pós-pandemia.

Veja aqui os demais candidatos que concorrem à eleição do LDP, rumo ao governo do Japão.

Fonte / Reuters

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui