A Pfizer e a BioNTech anunciaram hoje que sua vacina contra a covid-19 induz a uma resposta imune robusta em crianças de 5 a 11 anos. O perfil de segurança do imunizante também é comparável com o da faixa etária entre 16 e 25 anos.

Com o fim dos ensaios clínicos de fase 2 e 3, as fabricantes planejam pedir autorização de uso da vacina em crianças às autoridades dos Estados Unidos até o o final mês. Em seguida, o pedido será encaminhado a reguladores europeus e britânicos.

Para crianças em idade escolar, a Pfizer testou uma dose muito mais baixa, um terço da quantidade que está em cada injeção dada agora. Mesmo assim, após a segunda dose, crianças de cinco a 11 anos desenvolveram níveis de anticorpos que combatem o coronavírus, disse o Dr. Bill Gruber, vice-presidente sênior da Pfizer, à Associated Press.

O estudo

A Pfizer disse que estudou a dose mais baixa em 2.268 alunos do jardim de infância e crianças em idade escolar. Os resultados obtidos até o momento não foram publicados em revista científica.

O estudo segue está em andamento e não houve casos de covid-19 suficientes entre as crianças analisadas para comparar as taxas entre os vacinados e aqueles que receberam um placebo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui